Solidariedade e a COVID-19

10/04/2020

Jornais do mundo todo têm noticiado amplamente as medidas importantes tomadas pelo Poder Público para lidar com a pandemia causada pelo Covid-19. Ao lado do governo, uma outra luta, tão importante quanto, porém menos visível, tem sido travada por organizações da sociedade civil.

Na Itália, a ONG "Médicos sem Fronteiras" (MSF) mobilizou seus integrantes e enviou parte deles para quatro cidades italianas - Lodi, Codogno, Casalpusterlengo e Sant'Angelo Lodigiano - a fim de ajudar os esforços empreendidos pelos médicos governamentais na luta contra a pandemia.

Por meio da chamada "Fábrica de Solidariedade", localizada em Paris, na França, um grupo de pessoas se voluntariou para realizar missões de auxílio aos moradores de rua, distribuindo refeições e materiais de higiene.

Atitude parecida foi realizada nos Estados Unidos por meio da organização Soulphia, criada por um grupo que voluntários que oferecem abrigo para os moradores de rua em Nova York e Nova Jersey.

A solidariedade em tempos de pandemia resgata o valor das relações interpessoais e o sentido da cidadania. A mobilização da sociedade civil é de suma importância para que a luta contra o Covid-19 seja eficaz e se repense o papel de cada um no mundo atual.


Jade Macedo

Estudante de Direito na FGV/Direito Rio.